Jnet News o Blog da verdade.

domingo, 9 de novembro de 2014

ENEM 2014 - REDAÇÃO DOMINGO, OUTRA TEMA SOCIALISTA | intervenção |

COMO NÃO SEI EXATAMENTE, LETRA POR LETRA O QUE ESCREVI NA REDAÇÃO, VOU ESBOUÇAR MEUS COMENTÁRIOS SOBRE MINHA REDAÇÃO COM ESSE TEMA DE "INTERVENÇÃO" NÓS MEIOS DE PROPAGANDA E LIVRE COMÉRCIO.

TEMA REDAÇÃO ENEM 2014:
"Publicidade infantil em questão no Brasil"


Na minha redação deixei claro que uma só palavra descrita para se fazer a redação me fez ser contra fazer a redação em defesa do tema proposto, fiz o contrario, fiz uma redação contra o tema proposto.

Deixei claro que "intervenção" no livre comercio e na mídia é coisa do comunismo, coisa de socialista tentando dar um golpe de estado e liberdade. Deixei claro que a unica "intervenção" que sou a favor é a "intervenção militar", pois a corrupção e endêmica, deixei claro que a "intervenção" iria destruir a liberdade de criação, inovação, aprendizagem e liberdade individuais.

Fui totalmente contra "intervenção" de qualquer tipo de livre comércio, o mercado já o faz sabiamente através do próprio consumidor e falei sobre algo que não existe, LEIS PARA PUNIR CRIMES DAS GRANDES EMPRESAS, onde os órgãos regulamentadores só protegem as empresas dos consumidores.

E terminei ressaltando meu sentimento e muitos milhões de brasileiros de que haja INTERVENÇÃO MILITAR JÁ, sem esquecer de mencionar que a maioria dos que fazem ciências humanas são drogados e esquerdopatas, por isso redações e temas socialistas neocomunistas.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

FRAUDE NAS URNAS 2014 E DILMA E LULA COMO RÉUS.

FRAUDE POR TODOS OS LADOS



URNAS COMPUTAVAM VOTOS PRA DILMA ANTES MESMO DE ABRIR A SEÇÃO PARA VOTAÇÃO. DESDE 7h JÁ AVIAM VOTOS PRA DILMA



[ATUALIZADO] 28/10/2014 ÀS 14h12m

UM DOS MODOS DA FRAUDE DO PT NAS URNAS, SUBORNO E VOTAR POR QUEM NÃO VEIO.



[ATUALIZADO28/10/2014 ÀS 14h12m

Cuba diz que reeleição de Dilma é nova etapa de mudanças para o Brasil

Jornal oficial 'Granma' diz que reeleição dará ênfase a projetos sociais.
'A vitória da atual presidente ratifica a busca por um país mais inclusivo', diz.


A reeleição de Dilma Rousseff permitirá que se dê mais ênfase aos projetos sociais no Brasil, como acontece há 12 anos desde a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta segunda-feira (27) o jornal oficial "Granma".


'Vitória de Dilma abre uma nova etapa de mudanças para o Brasil', é a manchete do Granma, que enfatiza que seu triunfo "em uma das campanhas eleitorais mais acirradas das últimas décadas no Brasil permitirá a ela, por outros quatro anos, prosseguir com a obra econômica e social do Partido dos Trabalhadores (PT)".
"A vitória da atual presidente ratifica a busca por um país mais inclusivo, com ênfase nos projetos sociais", destaca o jornal.
O semanário 'Trabajadores', outra publicação oficial, enfatiza que Dilma "chega a seu segundo mandato depois de ter obtido importantes avanços na luta contra a pobreza, a fome e a desigualdade no Brasil, segundo reconhecem organismos internacionais como a ONU".
Fonte: G1

TODA VERDADE SOBRE S BANDIDOS QUE O POVO ELEGEU.


Petrobras

Youssef: “O Planalto sabia de tudo!” Delegado: “Quem do Planalto?” Youssef: “Lula e Dilma”

O doleiro Alberto Youssef afirma em depoimento à Polícia Federal que o ex e a atual presidente da República não só conheciam como também usavam o esquema de corrupção na Petrobras

Robson Bonin
EM VÍDEO - As declarações de Youssef sobre Lula e Dilma foram prestadas na presença de um delegado, um procurador da República e do advogado
EM VÍDEO - As declarações de Youssef sobre Lula e Dilma foram prestadas na presença de um delegado, um procurador da República e do advogado (Ilustração Lézio Jr./VEJA)
A Carta ao Leitor desta edição termina com uma observação altamente relevante a respeito do dever jornalístico de publicar a reportagem a seguir às vésperas da votação em segundo turno das eleições presidenciais: “Basta imaginar a temeridade que seria não publicá-la para avaliar a gravidade e a necessidade do cumprimento desse dever”. VEJA não publica reportagens com a intenção de diminuir ou aumentar as chances de vitória desse ou daquele candidato. VEJApublica fatos com o objetivo de aumentar o grau de informação de seus leitores sobre eventos relevantes, que, como se sabe, não escolhem o momento para acontecer. Os episódios narrados nesta reportagem foram relatados por seu autor, o doleiro Alberto Youssef, e anexados a seu processo de delação premiada. Cedo ou tarde os depoimentos de Youssef virão a público em seu trajeto na Justiça rumo ao Supremo Tribunal Federal (STF), foro adequado para o julgamento de parlamentares e autoridades citados por ele e contra os quais garantiu às autoridades ter provas. Só então se poderá ter certeza jurídica de que as pessoas acusadas são ou não culpadas.
Na última terça-feira, o doleiro Alberto Youssef entrou na sala de interrogatórios da Polícia Federal em Curitiba para prestar mais um depoimento em seu processo de delação premiada. Como faz desde o dia 29 de setembro, sentou-se ao lado de seu advogado, colocou os braços sobre a mesa, olhou para a câmera posicionada à sua frente e se pôs à disposição das autoridades para contar tudo o que fez, viu e ouviu enquanto comandou um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar 10 bilhões de reais. A temporada na cadeia produziu mudanças profundas em Youssef. Encarcerado des­de março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, a cabeça raspada e não cultiva mais a barba. O estado de espírito também é outro. Antes afeito às sombras e ao silêncio, Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras. Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa, que agora atinge o topo da República.
Comparsa de Youssef na pilhagem da maior empresa brasileira, o ex-diretor Paulo Roberto Costa já declarara aos policiais e procuradores que nos governos do PT a estatal foi usada para financiar as campanhas do partido e comprar a fidelidade de legendas aliadas. Parte da lista de corrompidos já veio a público. Faltava clarear o lado dos corruptores. Na ter­ça-feira, Youssef apre­sentou o pon­­to até agora mais “estarrecedor” — para usar uma expressão cara à pre­sidente Dilma Rous­seff — de sua delação premiada. Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:
— O Planalto sabia de tudo!
— Mas quem no Planalto? — perguntou o delegado.
— Lula e Dilma — respondeu o doleiro.
Para conseguir os benefícios de um acordo de delação premiada, o criminoso atrai para si o ônus da prova. É de seu interesse, portanto, que não falsifique os fatos. Essa é a regra que Yous­sef aceitou. O doleiro não apresentou — e nem lhe foram pedidas — provas do que disse. Por enquanto, nesta fase do processo, o que mais interessa aos delegados é ter certeza de que o de­poente atuou diretamente ou pelo menos presenciou ilegalidades. Ou seja, querem estar certos de que não lidam com um fabulador ou alguém interessado apenas em ganhar tempo for­necendo pistas falsas e fazendo acu­sações ao léu. Youssef está se saindo bem e, a exemplo do que se passou com Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da Petrobras, tudo indica que seu processo de delação premiada será homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na semana passada, ele aumentou de cerca de trinta para cinquenta o número de políticos e autoridades que se valiam da corrupção na Petrobras para financiar suas campanhas eleitorais. Aos investigadores, Youssef detalhou seu papel de caixa do esquema, sua rotina de visitas aos gabinetes poderosos no Executivo e no Legislativo para tratar, em bom português, das operações de lavagem de dinheiro sujo obtido em transações tenebrosas na estatal. Cabia a ele expatriar e trazer de volta o dinheiro quando os envolvidos precisassem.
Uma vez feito o acordo, Youssef terá de entregar o que prometeu na fa­se atual da investigação. Ele já con­tou que pagava em nome do PT mesadas de 100 000 a 150 000 reais a parlamentares aliados ao partido no Congresso. Citou nominalmente a ex-mi­nistra da Casa Civil Gleisi Hoff­mann, a quem ele teria repassado 1 mi­lhão de reais em 2010. Youssef disse que o dinheiro foi entregue em um shopping de Curitiba. A senadora ne­gou ter sido beneficiada.
Entre as muitas outras histórias consideradas convincentes pelos investigadores e que ajudam a determinar a alta posição do doleiro no esquema — e, consequentemente, sua relevância pa­ra a investigação —, estão lembranças de discussões telefônicas entre Lula e o ex-deputado José Janene, à época líder do PP, sobre a nomeação de operadores do partido para cargos estratégicos do governo. Youssef relatou um episódio ocorrido, segundo ele, no fim do governo Lula. De acordo com o doleiro, ele foi convocado pelo então presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, para acalmar uma empresa de publicidade que ameaçava explodir o esquema de corrupção na estatal. A empresa quei­xa­va-­se de que, depois de pagar de forma antecipada a propina aos políticos, tive­ra seu contrato rescindido. Homem da confiança de Lula, Gabrielli, segundo o doleiro, determinou a Youssef que captasse 1 milhão de reais entre as empreiteiras que participavam do petrolão a fim de comprar o silêncio da empresa de publicidade. E assim foi feito.
Gabrielli poderia ter realizado toda essa manobra sem que Lula soubesse? O fato de ter ocorrido no governo Dilma é uma prova de que ela estava conivente com as lambanças da turma da estatal? Obviamente, não se pode condenar Lula e Dilma com base apenas nessa narrativa. Não é disso que se trata. Youssef simplesmente convenceu os investigadores de que tem condições de obter provas do que afirmou a respeito de a operação não poder ter existido sem o conhecimento de Lula e Dilma — seja pelos valores envolvidos, seja pelo contato constante de Paulo Roberto Costa com ambos, seja pelas operações de câmbio que fazia em favor de aliados do PT e de tesoureiros do partido, seja, principalmente, pelo fato de que altos cargos da Petrobras envolvidos no esquema mudavam de dono a partir de ordens do Planalto.
Os policiais estão impressionados com a fartura de detalhes narrados por Youssef com base, por enquanto, em sua memória. “O Vaccari está enterrado”, comentou um dos interrogadores, referindo-se ao que o do­leiro já narrou sobre sua parceria com o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto. O doleiro se comprometeu a mostrar documentos que comprovam pelo menos dois pagamentos a Vaccari. O dinheiro, desviado dos cofres da Petrobras, teria sido repassado a partir de transações simuladas entre clientes do banco clandestino de Youssef e uma empresa de fachada criada por Vaccari. O doleiro preso disse que as provas desses e de outros pagamentos estão guardadas em um arquivo com mais de 10 000 notas fiscais que serão apresentadas por ele como evidências. Nesse tesouro do crime organizado, segundo Youssef, está a prova de uma das revelações mais extraordinárias prometidas por ele, sobre a qual já falou aos investigadores: o número das contas secretas do PT que ele operava em nome do partido em paraísos fiscais. Youssef se comprometeu a ajudar a PF a localizar as datas e os valores das operações que teria feito por instrução da cúpula do PT.
Depois da homologação da de­lação premiada, que parece assegurada pelo que ele disse até a semana passada, Youssef terá de apresentar à Justiça mais do que versões de episódios públicos envolvendo a presidente. Pela posição-chave de Youssef no esquema, os investigadores estão con­fiantes em que ele produzirá as provas necessárias para a investigação prosseguir. Na semana que vem, Alberto Youssef terá a oportunidade de relatar um episódio ocorrido em março deste ano, poucos dias antes de ser preso. Youssef dirá que um integrante da ­coor­­denação da campanha presidencial do PT que ele conhecia pelo nome de “Felipe” lhe telefonou para marcar um encontro pessoal e adiantou o assunto: repatriar 20 milhões de reais que seriam usados na cam­panha presidencial de Dilma Rous­seff. Depois de verificar a origem do telefonema, Youssef marcou o encontro que nunca se concretizou por ele ter se tornado hóspede da Polícia Federal em Curitiba. Procurados, os defensores do doleiro não quiseram comentar as revelações de Youssef, justificando que o processo corre em segredo de Justiça. Pelo que já contou e pelo que promete ainda entregar aos investigadores, Youssef está materializando sua amea­ça velada feita dias atrás de que iria “chocar o país”.
DINHEIRO PARA O PT 
Lula Marques/Folhapress/VEJA
Alberto Youssef também voltou a detalhar os negócios que mantinha com o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, homem forte da campanha de Dilma e conselheiro da Itaipu Binacional. Além de tratar dos interesses partidários com o dirigente petista, o doleiro confi rmou aos investigadores ter feito pelo menos duas grandes transferências de recursos a Vaccari. O dinheiro, de acordo com o relato, foi repassado a partir de uma simulação de negócios entre grandes companhias e uma empresa-fantasma registrada em nome de laranjas mas criada pelo próprio Vaccari para ocultar as operações. Ele nega

ENTREGA NO SHOPPING
Sérgio Lima/Folhapress/VEJA
Alberto Youssef confirmou aos investigadores o que disse o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa sobre o dinheiro desviado da estatal para a campanha da exministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann (PT-PR) ao Senado, em 2010. Segundo ele, o repasse dos recursos para a senadora petista, no valor de 1 milhão de reais, foi executado em quatro parcelas. As entregas de dinheiro foram feitas em um shopping center no centro de Curitiba. Intermediários enviados por ambos entregaram e receberam os pacotes. Em nota, a senadora disse que não recebeu nenhuma doação de campanha nem conhece Paulo Roberto Costa ou Alberto Youssef

ELE TAMBÉM SABIA
Sérgio Lima/Folhapress/VEJA
Durante o segundo mandato de Lula, o doleiro contou que foi chamado pelo presidente da Petrobras, José sergio Gabrielli, para tratar de um assunto que preocupava o Planalto. Uma das empresas com contratos de publicidade na estatal ameaçava revelar o esquema de cobrança de pedágio. Motivo: depois de pagar propina antecipadamente, a empresa teve seu contrato rescindido. Ameaçado pelo proprietário, Gabrielli pediu ao doleiro que captasse 1 milhão de reais com as empreiteiras do esquema e devolvesse a quantia à empresa de publicidade. Gabrielli não quis se pronunciar

CONTAS SECRETAS NO EXTERIOR
VEJA
Desde que Duda Mendonça, o marqueteiro da campanha de Lula em 2002, admitiu na CPI dos Correios ter recebido pagamentos de campanha no exterior (10 milhões de dólares), pairam sobre o partido suspeitas concretas da existência de dinheiro escondido em paraísos fi scais. Para os interrogadores de Alberto Youssef, no entanto, essas dúvidas estão começando a se transformar em certeza. O doleiro não apenas confi rmou a existência das contas do PT no exterior como se diz capaz de ajudar a identifi cá-las, fornecendo detalhes de operações realizadas, o número e a localização de algumas delas.

UM PERSONAGEM AINDA OCULTO
VEJA
O doleiro narrou a um interlocutor que seu esquema criminoso por pouco não atuou na campanha presidencial deste ano. Nos primeiros dias de março, Youssef recebeu a ligação de um homem, identifi cado por ele apenas como “Felipe”, integrante da cúpula de campanha do PT. Ele queria os serviços de Youssef para repatriar 20 milhões de reais que seriam usados no caixa eleitoral. Youssef disse que chegou a marcar uma segunda conversa para tratar da operação, mas o negócio não foi adiante porque ele foi preso dias depois. Esse trecho ainda não foi formalizado às autoridades.

O círculo vai fechando

Crédito: Broglio/AP/VEJA
ATÉ A MÁFIA FALOU - Tommaso Buscetta, o primeiro mafi oso a fazer delação premiada. Na Sicília, seu sobrenome virou xingamento
​Quem delata pode mentir?
Alexandre Hisayasu
A delação premiada tem uma regra de ouro: quem a pleiteia não pode mentir. Se, em qualquer momento, fi car provado que o delator não contou a verdade, os benefícios que recebeu como parte do acordo, como a liberdade provisória, são imediatamente suspensos e ele fica sujeito a ter sua pena de prisão aumentada em até quatro anos.
Para ter validade, a delação premiada precisa ser combinada com o Ministério Público e homologada pela Justiça. O doleiro Alberto Youssef assinou o acordo com o MP no fi m de setembro. Desde então, vem dando depoimentos diários aos procuradores que investigam o caso Petrobras. Se suas informações forem consideradas relevantes e consistentes, a Justiça - nesse caso, o Supremo Tribunal Federal, já que o doleiro mencionou políticos - homologará o acordo e Youssef será posto em liberdade, como já ocorreu com outro delator envolvido no mesmo caso, Paulo Roberto Costa. O ex-diretor da Petrobras deu detalhes ao Ministério Público e à Polícia Federal sobre o funcionamento do esquema milionário de pagamento de propinas que funcionava na estatal e benefi ciava políticos de partidos da base aliada do governo. Ele já deixou a cadeia e aguarda o julgamento em liberdade. O doleiro continua preso.
Até o ano passado, a lei brasileira previa que o delator só poderia usufruir os benefícios do acordo de delação ao fi m do processo com o qual havia colaborado - e se o juiz assim decidisse. Ou seja, apenas depois que aqueles que ele tivesse incriminado fossem julgados é que a Justiça resolveria se o delator mereceria ganhar a liberdade. Desde agosto de 2013, no entanto, esses benefícios passaram a valer imediatamente depois da homologação do acordo. “Foi uma forma de estimular a prática. Você deixa de punir o peixe pequeno para pegar o grande”, diz o promotor Arthur Lemos Júnior, que participou da elaboração da nova lei.
Mais famoso - e prolífero - delator da história recente, o mafi oso Tommaso Buscetta levou à cadeia cerca de 300 comparsas. Preso no Brasil em 1983, fechou acordo com a Justiça italiana e foi peça-chave na Operação Mãos Limpas, responsável pelo desmonte da máfi a siciliana. Depois disso, conseguiu proteção para ele e a família e viveu livre nos Estados Unidos até sua morte, em 2000.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Travesti Talita Oliveira denuncia perseguição a homossexuais em países socialistas e é ameaçada de morte por militantes LGBT.

MOVIMENTO LGBT PSOL/PSTU/PT/FEMEM QUEREM A MORTE DE TALITA OLIVEIRA




O travesti Talita Oliveira não é apenas corajoso, como muito lúcido ao denunciar a incoerência de grupos defendendo discursos de ódio, criados unicamente para dividir e obter dividendos políticos. Ou seja, ela denuncia uma ideia fixa do movimento LGBT.



Na verdade, não apenas o movimento LGBT, como também o movimento feminista e o movimento negro sempre foram baseados em demandas artificiais. Eles jamais representaram os grupos que alegaram defender. Não passam de coletivos não-eleitos com a única finalidade de criar conflitos e desestabilizar uma nação. Com isso, não temos mais indivíduos colaborando, mas pessoas guerreando entre si, mesmo que muitas não saibam sequer o motivo.



Clodovil já havia sido vaiado pelo movimento LGBT em Brasília ao defender a família tradicional. Agora partiram para a ameaça pura e simples contra Talita, apenas por ele ter feito o mesmo tipo de declaração que Clodovil.



Assustado com as ameaças que tem recebido (lembrem-se que os LGBT alegam defender os homossexuais), Talita postou o vídeo abaixo, que pode salvar sua vida, principalmente ao levar esse caso de patrulhamento fascista e criminoso ao público. Como eu sempre tenho alertado, no momento em que indivíduos reagem em prol de seus interesses, são atacados por coletivos artificiais. Essa é a regra da extrema-esquerda.



Alias, é bom lembrar que o PSOL é o principal partido por trás desse movimento e que Marta Suplicy e diversos outros parlamentares do PT também sempre dependeram desse tipo de discurso de ódio para obter capitalização política.




É por isso que o principal grupo que os homossexuais e bissexuais devem temer é o movimento LGBT.



Assista o vídeo:



quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Fraudes na Previdência Social.


O Colunista da Veja, Lauro Jardim destaca hoje na sua coluna, a sangria desatada que é a Previdência no Brasil. 

Vejam o que diz o colunista:



O já curtíssimo cobertor da Previdência Social foi talhado em pelo menos 33 milhões de reais, só em 2013, pela tesoura das fraudes aplicadas por quadrilhas especializadas em tramoias para retirada de aposentadorias e pensões ilegais. Parte dos golpes contou com funcionários da própria Previdência.

O panorama pode ser mais trágico: a dinheirama desviada refere-se apenas ao que o ministério conseguiu estimar em prejuízos com maracutaias, de janeiro até agora, a partir das 33 operações conjuntas feitas por Polícia Federal, Ministério Público Federal e equipes da servidores da Previdência.

Lançando a lupa sobre o período da gestão de Garibaldi Alves, no posto desde o primeiro dia do governo Dilma Rousseff, estimam-se desfalques de aproximadamente 350 milhões de reais em fraudes.

Via:Gunther Bachmann

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

HISTÓRIA DE HOJE: LUCIANA BOI DE PIRANHA

ÓRGÃO EXCRETOR NÃO GERA FILHO. FIM.








DEEM HOJE MESMO A FAIXA DE PRESIDENTE PRA ESTE HOMEM

LEVI FIDELIX MOSTROU QUE É MACHO E NÃO TEM MEDO DE FALAR O QUE PENSA.


TENHO MAIOR ORGULHO DESSE CARA!


SOBRE OS DADOS, É MAIS SEGURO SER GAY DO QUE SER HÉTERO NO BRASIL.

DADOS DOS MORTOS MOSTRAM 22,7% PARA CADA 100 MIL HABITANTES HÉTEROS E 1,4% PARA CADA 100 MIL HABITANTES, ENTÃO NO BRASIL É 16X MAIS SEGURO SER GAY NO BRASIL QUE SER HÉTERO.

E NÃO EXISTEM DADOS ALGUM QUE MOSTRE QUE OS 266 HOMOSSEXUAIS EM 2012 ASSASSINADOS FORAM MORTOS POR SEREM GAYS.



quarta-feira, 24 de setembro de 2014

DILMA APOIA MORTE DE CRISTÃOS

Dilma diz 'lamentar' bombardeio dos EUA contra terroristas na Síria


VESTIDA DE COMUNISTA,Dilma não lamenta A morte de milhares de cristãos.


SOU SIMPLES E CLARO EM MINHAS AFIRMAÇÕES:
SE VOCÊ APOIA DILMA OU MARINA
VOCÊ APOIA A MORTE DE CRISTÃOS, VOCÊ NÃO MERECE NEM SER ENTERRADO.












domingo, 17 de agosto de 2014

LULA E DILMA VAIADOS EM ENTERRO DE EDUARDO CAMPOS

O NORDESTE SABE QUEM MATOU EDUARDO CAMPOS!

SÃO OS MESMOS QUE AMEAÇAM E MATARAM JORNALISTAS, JUÍZES, POLÍTICOS, MILITARES REFORMADOS...
NEM O PRÓPRIO PRESIDENTE DO SUPREMO CONFIA MAIS DA LEI BRASILEIRA.
 
 "Sinto-me obrigado a alertar a não brasileira que este é apenas o primeiro passo..." Joaquim Barbosa
DESABAFO DE JOAQUIM BARBOSA - Um Alerta ao Brasil

ABAIXO VEREMOS ALGUNS VÍDEOS NA VERGONHA NACIONAL
EU CONFESSO QUE NEM NO EXERCITO ACREDITO MAIS, SÃO BANANAS ADESTRADOS QUE SÓ SABEM CAPINAR MATO E PINTAR MURO E FAZER VÍDEOS DE FRESCOS NO YOUTUBE.





BRASIL

Exército - O Exército brasileiro é o maior da América Latina, mas falta grana para equipá-lo. A honrosa exceção são os "núcleos de excelência", como as forças de emprego rápido: pára-quedistas, infantaria ligeira transportável por helicópteros, brigada de forças especiais e os batalhões de guerra na selva seriam os primeiros a intervir rapidamente em um conflito na Amazônia, já que armas pesadas como tanques e obuseiros nem conseguem entrar na floresta fechada

Número de homens - 189 000
Tanques - 464
Blindados de reconhecimento - 409
Blindados de transporte de tropas - 803
Obuseiros - 534
Morteiros pesados - 1 020
Helicópteros - 75
Marinha - A nossa Marinha é a única da América Latina com um porta-aviões, o São Paulo, capaz de atacar com aviões ou fazer desembarques anfíbios em terra. Os caças-bombardeiros Skyhawk são antigos, mas dentro do padrão da região. Os submarinos estão entre os mais eficazes em sua categoria. Os fuzileiros navais têm tropas profissionais e forças especiais que seriam de grande auxílio ao Exército na Amazônia

Número de homens - 47 450
Porta-aviões - 1
Submarinos - 5
Fragatas e corvetas - 14
Navios anfíbios grandes - 3
Navios de patrulha costeira e fluvial - 32
Aviões - 23
Helicópteros - 71
Aeronáutica - A FAB não conta com caças de última geração, mas é uma força equilibrada e razoavelmente numerosa. O elemento mais importante é a presença dos R-99A, aviões-radar de alerta antecipado, que permite um controle eficaz das operações e o bloqueio do espaço aéreo ao inimigo. Os 132 aviões de transporte dão uma força em uma região como a Amazônia, na qual as distâncias são grandes e cobertas lentamente por barcos

Número de homens - 65 300
Aviões de transporte - 132
Helicópteros - 97
F-5E/F* - 45
AMX A-1* - 33
Mirage 2000 B/C* - 12
AT-29 Super Tucano* - 76
AT-27 Tucano (EMB 312)* - 109
R-99A** - 5
R-99B** - 3
 


 ENQUANTO ISSO NA CHINA...




A China é uma parte da Ásia, e tem uma grande área com uma enorme população. Possui o maior exército do mundo com a quantidade de 2.290.000 soldados. Este exército é bem treinado com 8.500 tanques, 61 submarinos, 4.000 aviões de combate e 54 navios de superfície. A China passa por grande despesa militar, seja em armas ou treinamentos, e está se tornando o país mais poderoso do mundo.

Marina Silva é PT, é morte!

Ela apóia o PT em tudo, no segundo turno ela apoiará Dilma, por isso Eduardo Campos foi assassinado, pra Marina Silva apoiar o PT.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

BRICS - O COMUNISMO COM NOVA ROUPAGEM

SABEM O QUE É BRICS?

BRASIL, RÚSSIA, ÍNDIA, CHINA E ÁFRICA DO SUL, SEUS REPRESENTANTES LEGAIS do Brasil, Dilma Rousseff; da Rússia, Vladimir Putin; da China, Xi Jinping; e da África do Sul, Jacob Zuma, além do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi são o BRICS, e eles criaram o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD). parece legal né... que bom, o Brasil se unindo com outros países para criar um fundo de investimento internacional... SQN!

A organização criminosa do PT mentiu para todos dizendo que pagou a divida externa, que era de cerca de 260 milhões de dólares, e hoje graças ao governo PTRALHA, essa divida é de apenas 2.8 TRILHÕES DE DÓLARES.


O BRASIL



Em 200 o Brasil era ocupante da 65º colocação no ranking do IDH mundial com 0,777 pontos, bastou apenas um governo PTRALHA para destruir todo trabalho do Regime Militar e de Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso, que salvou o Brasil da hiper inflação e tirou milhões de pessoas da linha da pobreza com o Plano Real, de elevar a qualidade de vida dos brasileiros, e hoje somos 85º com 0,730 e mesmo assim as propagandas do PT dizem que estamos melhorando. Nunca antes em um país se viu tantos crimes de corrupção assassinatos e lavagem de dinheiro ficarem impunes. Na hera PT o que prevalece é a máxima: "ROUBAR COMPENSA"





A RÚSSIA



Comunismo genocida, depois de matar milhões de Ucranianos, não satisfeitos, invadiram este país novamente que ocasionou um embargo mundial a Rússia, que teve que recorrer ao comunismo mundo a fora para ter algum recurso financeiro... e adivinha quem vai financiar a Rússia?

O mesmo país que financiou porto em Cuba que serve ao narcotráfico, reformas de aeroportos em cuba, perdoou dividas milionárias de ditadores sul-africanos, fez centenas de outros empréstimos que correm sobre sigilo de justiça, onde o povo, de quem é o dinheiro, nada pode saber para onde foi ou pra que vai ser usado esses bilhões que o PT, LULA e DILMA desviaram para ditaduras comunistas mundo a fora.

fonts: O Livro Negro do Comunismo

A ÍNDIA


A economia indiana é a 2ª que mais cresce no mundo. Contudo, a desigualdade social no país, ao invés de diminuir, aumenta cada vez mais. O PIB per capita da população indiana, em 2007, foi de U$2,700. A taxa de inflação foi de 5,9% ao ano em 2007. A Índia ainda esta com um partido que está no poder a décadas e é de esquerda, mais se disfarça de democrático.





A CHINA



Um dos principais lideres mundiais do comunismo genocida, hoje se reinventou abrindo sua economia e vendo que comunismo e socialismo só é bom para matar pessoas.



Há 32 anos a China impôs a “política do filho único”. Feng Jianmei estava grávida de 7 meses mas não podia pagar a multa de 5000€ por ter engravidado pela segunda vez. Então, as autoridades locais de Ankang tentaram metê-la num carro, mas e la fugiu para casa duma tia. As autoridades forçaram o portão, e Feng Jianmei fugiu para as montanhas, onde foi encontrada escondida debaixo duma cama.

Foi forçada a abortar e o corpo da sua filha posto ao seu lado. Esta imagem correu mundo, mas é apenas um caso dos inúmeros que acontecem por causa desta política monstruosa.


"Mao Tse-tung, que durante décadas deteve poder absoluto sobre a vida de um quarto da população mundial, foi responsável por bem mais de 70 milhões de mortes em tempos de paz, mais do que qualquer outro líder do século 20", escrevem Jung Chang e Jon Halliday em "Mao: A História Desconhecida".


AFRICA DO SUL



foi um regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 pelos sucessivos governos do Partido Nacional na África do Sul, no qual os direitos da grande maioria dos habitantes foram cerceados pelo governo formado pela minoria branca.


A segregação racial na África do Sul teve início ainda no período colonial, mas o apartheid foi introduzido como política oficial após as eleições gerais de 1948. A nova legislação dividia os habitantes em grupos raciais ("negros", "brancos", "de cor", e "indianos")2 , segregando as áreas residenciais, muitas vezes através de remoções forçadas. A partir de finais da década de 1970, os negros foram privados de sua cidadania, tornando-se legalmente cidadãos de uma das dez pátrias tribais autônomas chamadas de bantustões. Nessa altura, o governo já havia segregado a saúde, a educação e outros serviços públicos, fornecendo aos negros serviços inferiores aos dos brancos.3

O apartheid trouxe violência e um significativo movimento de resistência interna, bem como um longo embargo comercial contra a África do Sul.4 Uma série de revoltas populares e protestos causaram o banimento da oposição e a detenção de líderes antiapartheid. Conforme a desordem se espalhava e se tornava mais violenta, as organizações estatais respondiam com o aumento da repressão e da violência.

Reformas no regime durante a década de 1980 não conseguiram conter a crescente oposição, e em 1990, o presidente Frederik Willem de Klerk iniciou negociações para acabar com o apartheid5 , o que culminou com a realização de eleições multirraciais e democráticas em 1994, que foram vencidas pelo Congresso Nacional Africano, sob a liderança de Nelson Mandela.



Marikana, África do Sul - A polícia sul-africana matou ontem (16) 34 grevistas que participavam de um protesto na mina de Marikana, num confronto que também deixou 78 feridos e 259 detidos, segundo a polícia, provocando comoção no país.

ONDE FICAMOS NISSO?

Como o PT orquestra para transformar literalmente o Brasil em uma ditadura igual a Venezuela e Cuba e seus seguidores pregam o marxismo, o povo livre ira morrer lentamente, como já fazem hoje, matando mais de 50 mil pessoas por ano, nenhuma guerra moderna matou tanto e mata tanto quando o governo do PT, eles irão aprimorar suas táticas para mais e mais pessoas, contrarias ao PT morrer.

A votação este ano, como todos os outros será fraudada com urnas adulteradas, onde você vota no José e seu voto vai pra Guerrilheira treinada em Cuba.

Os bananas adestrados dos militares nada farão, os lideres comprados e outros froxos feito uma boneca de luxo.

 Só resta o milagre do povo realmente sair e lutar para por um fim em toda essa desgraça que se tornou o Brasil depois do PT... e esse milagre espere sentado, brasileiro é covarde!

sábado, 12 de julho de 2014

CANCELAR PLANO DA OI... MARTÍRE

Vejam até o fim, é surpreendente... 
áudio de 14:04 minutos
Tentando cancelar plano da oi, além das ligações não funcionarem direito, de mandarem dezenas de mensagens mesmo tendo solicitado o cancelamento de mensagens promocionais e de propaganda, de oferecer plano de internet e indicar número pra ligar e assim que liga é descontado instantaneamente o valor por eles cobrado, não cancelam imediatamente o plano e nem podem oferecer o cancelamento para o plano de internet que foi contratado sem minha permissão.
Gravei a conversa e ainda de quebra ajudei a salvar o Brasil do maldito PT, vejam até o fim, é surpreendente...
Corte 6 minutos onde a atendente me manda esperar, foi dos 12 aos 18 minutos.
VOCÊ PODE NÓS AJUDAR NUNCA MAIS VOTANDO NO PT, NUNCA MAIS VOTANDO NA TERRORISTA DADILMA




HOLANDA X BAGAÇO, HOJE ÀS 17h

SELEÇÃO HOLANDESA DE FUTEBOL ENFRENTA HOJE A SELEÇÃO BRASILEIRA DE PROPAGANDA E MARKETING

OS HOLANDESES NÃO MERECEM A VERGONHA DE JOGAR CONTRA UMA MERDA DE MARKETEIROS DESSES.


E tão vergonhoso falar desses caras que nem da vontade. Enquanto os times treinavam e se concentravam eles tinham folga e faziam propagandas e saiam pra namorar e gastar os milhões deles.

VEJAM A DIFERENÇA DE UM TIME DE FUTEBOL CONTRA O TIME DOS PALHAÇOS

HOLANDA ganhou 4 jogos e empatou dois



A MERDA DA SELEÇÃO DE PROPAGANDA BRASILEIRA...
GANHOU 2 JOGOS EMPATOU 2 JOGOS E O ÚLTIMO CONTRA ALEMANHA É A MAIOR VERGONHA QUE EXISTE... 7 X 1 PRA ALEMANHA.

O PT DESTRUIU ATÉ A SELEÇÃO DE FUTEBOL